quinta-feira, 9 de junho de 2016

IMPERDOADA





Não quero andar pela vida, deixando para trás maus caminhos
Protagonista da escuridão
Não preciso sentir o calor das suas lagrimas nas mãos,
para saber-te vivo...
Sei dos descaminhos
Sei do mal causado
Orgulho, soberba, desamor
Pouco importa o nome
Importa o estrago
Notado somente porque os cães ladraram
Sem retorno, sem consolo, sem perdão

Vera Celms
Licença Creative Commons
IMPERDOADA de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário