domingo, 8 de fevereiro de 2015

VELHOS TEMPOS





Saudade de velhos lugares antigos,
De velhas figuras de amigos,
De gente que se interessava,
De gente que me interessava,
Hoje é tudo tão assim assim,
Sem querer, nem querer...
Sem tirar, nem por...
Nem porquê, nem como...
É gente que andou noutra direção,
Que abraçou gente não conhecida
Que encontrou afeto onde eu não vi,
E que feliz ou não, continuou andando,
noutra direção
Saudade de tudo aquilo,
Que pensando bem, já nem me lembro mais,
Talvez a saudade seja do que eu sentia,
E que faz muito tempo, não sinto mais...
Talvez, a missão tenha sido, gostar de mim,
E eu consegui...
Agora, já posso partir, sozinha...

Vera Celms
Licença Creative Commons
VELHOS TEMPOS de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário