domingo, 14 de dezembro de 2014

NEM SENTIDO, NEM EXPLICAÇÃO






Em algum lugar,
Sempre na mesma noite da semana,
No mesmo horário,
A musica começa a tocar,
Harmonia deliciosa,
Fecho os olhos,
Paro para ouvir, viajo,
De repente, desta vez,
perco o contato com o chão,
A respiração ofega,
Difícil respirar, como quem volta de uma anestesia pesada,
A partir desse momento, pesam pernas,
Cabeça, consciência,
Perco contato com o mundo visível,
A audição some,
O peito vibra ao som da musica,
Impossível conter a emoção,
Algo entre o risível e o indizível,
Algo entre o possível e o incrível,
Sempre acordo leve, no chão,
Procurando sentido para todas,
essas e as outras coisas...
Fora do ar,
Sem nenhum sentido ou explicação...

Vera Celms
Licença Creative Commons
NEM SENTIDO, NEM EXPLICAÇÃO de Vera Celms está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário