domingo, 11 de agosto de 2013

UM ANJO PARTIU






Amor demais,
Sentimento forte,
Carinho indizível,
Incontável coração
Não sabia que anjo morria !
Num dia em que se anunciava a tempestade
Com luz entre nuvens
Tão frio que mal se podia sentir as mãos
A pele do rosto chegava a arder
Cheguei mais cedo
E encontrei-o deitado nu sobre o tapete do quarto
Suas roupas sobre a cama,
As tiradas e as que vestiria
O chuveiro ligado bem quente,
Dentro do banheiro de portas fechadas,
Envolto pelo vapor da água
Abri a porta, fechei o chuveiro
Vesti-o com boa roupa
E sentei-me ao lado do corpo sem vida
Como se ali pudesse ainda me despedir

Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho UM ANJO PARTIU de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

2 comentários:

  1. Inquietante sentimento de perda relata tuas linhas.
    Aliás; E que linhas!
    Bjssssss

    ResponderExcluir
  2. Perdas são sempre duras, mas só algumas são esperadas. As que não são, chocam, tiram o chão e a espacialidade toda... beijos de VC, querida MÔnica!!!

    ResponderExcluir