domingo, 17 de março de 2013

FERIDA




Apaixonei-me,
Deixei-me levar,
Por caminhos escuros, tortos,
Por destinos indecisos e confusos
Sedução aberta
Palavras de carinho
Carícias da alma
Sorrisos e doçuras
Olhares vigilantes
Curiosos e matreiros
Gestos pensados
Fez eu me apaixonar
Me induziu,
Ao teu coração me conduziu
Então perdida de amor
Fiz juras, prometi meu amor
por toda a vida
E tudo o que queria
Era vingar-se
De falsos amores antigos
Procurava em mim
Todas as senhoras que te iludiram
E descontou em mim toda a ira
Conquistou-me, ludibriou-me,
Então machucou-me
Não como se machuca uma mulher,
Mas como se aniquila um ser humano
Com força, com fúria,
De repente era eu
Animal ferido
Pedindo a morte
Agonizando, doendo, chorando,
Perdendo-me em sangue
Até o final...

Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário