domingo, 28 de outubro de 2012

SALTO DEFINITIVO





Não me basta saltar

Tenho de tomar distancia,

De saber da altura

Tenho de observar o destino

Da queda, da trajetória, da chegada

Tenho de saber que todos saberão

Ou aqueles que me tenham dado motivos

Se não souberem em tempo do velório

Que saibam em tempo de lástima

Ou de celebração

Se eu saltar tem de ser do alto,

pra longe, pra sempre,

Tem de ser estarrecedor

Inexplicável, inimaginável,

Insondável...

Se saltar tem de ser na onda do vento

Que me leve pra longe,

Contra o penhasco,

Contra o provável

Contra o asfalto

Contra o entendimento de toda gente

ou não salto,

Tem de ser no mínimo, fatal



Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho SALTO DEFINITIVO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

2 comentários:

  1. " tem de ser no minimo fatal."
    Então. . . salte.
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  2. Saltei. Aguardo-te do outro lado... risos... beijos Janice

    ResponderExcluir