domingo, 15 de janeiro de 2012

GUARDANDO O PASSADO


Ruidos da minha alma
Rangidos das portas
Caminhos antigos, já impedidos
Olhares ressentidos guardados nos cantos
Cantos obscuros
Histórias impróprias
Incontáveis fatos
Lembranças já destruídas
Erros consentidos
Toques proibidos
Não vou prosseguir
Não vou conseguir
A luz as minhas costas
Me permite ver só minha sombra
Curvada, escondida, distorcida
Não há mais caminhos
Não há mais porquês
Depositei em teus olhos meu ultimo olhar
E você o cegou
Despeço-me então do presente
Para guardar nosso passado,
ainda que seja na história


Vera Celms
Licença Creative Commons
O trabalho GUARDANDO O PASSADO de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário