domingo, 6 de novembro de 2011

MEU FIM...

Era eu
Deitada, rodeada por flores
Vestida solenemente
Podia sentir o cheiro das flores
Tulipas amarelas, miosótis,
Folhagens,
Sobre os cavaletes
Em torno de mim: todos
Ares de oração,
Cerimônia,
Velas acesas e o crucifixo, bem perto
Alguns choramingam
A maioria em silencio absurdo
Ambiente soturno
Tristeza no ar
E eu, nada entendendo
Afinal, como eu assistia a tudo aquilo?
Sentia-me bem, aliás, muito bem
Como há muito tempo não acontecia
Mas, era eu...
Estava ali deitada
Desconhecidos...
rodeavam-me cerimoniosamente
Sentia-me cuidada
Estava eu então, assistindo ao meu velório
Consternação, cuidado
Ao longe, desafetos de uma vida,
Observada... a olhos longos
Afinal, até quando o fio de prata resistirá?
Agora sinto, que a vida continua,
Só não me permitam acordar...

Vera Celms

Licença Creative Commons
O trabalho MEU FIM... de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário