domingo, 13 de novembro de 2011

EXPIRADA

Preciso de mais tempo
Depois do por do sol
Depois do fim do show
Depois que acabe a vida
Tantos pontos a rever
Tanto a checar
Preciso ir ao sonho de tanta gente
Eu prometi
Avisar pessoalmente
O momento de sair de cena
De encerrar a musica
De baixar a luz
De fechar as cortinas
De cortar o fio de prata
Prometo voltar antes do amanhecer
Mas não pude dizer mais nada
Minhas lagrimas rolaram todas
Fugiram de meus olhos já parados
Minha pele esfriou e arroxeou
Não escutei mais meu coração
Não pude mexer meu corpo
Num momento era eu
No seguinte aquilo que fui,
ficou ali, parado, estacionado
sem mais valia, sem graça, sem reação
Não houve acordo, nem negociação
ELA chegou de repente,
depois de eu tanto chamar
de eu tanto esperar
Fez o que devia e partiu...
Sem um minuto de atenção
Desligou tudo e me deixou do lado de fora,
Sem os controles, com o ceifeiro pela mão...

Vera Celms

Licença Creative Commons
O trabalho EXPIRADA de Vera Celms foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição - NãoComercial - SemDerivados 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário