domingo, 10 de julho de 2011

LÚGUBRE CAMINHADA

Passeio por entre as tumbas

Cemitérios em dias de inverno!

O sol brilhante, frio gélido

E a paz dos corpos adormecidos

Arrebatados pela Honorável Dama da Vida

Colhidos pelo ceifeiro de plantão

Uma moeda em cada pálpebra

E é feita a travessia

As flores a confundir o ar

Que com o vento, não sabe o que levar

Das flores frescas o olor

Das flores mortas o odor

A chama agonizante das sóbrias velas

Que queimam juntas, em maços, todas elas

Solene ambiente

Que o silencio vigia

Mudo e eloqüente

Fazendo denso o dia

Caminhar entre os iguais

Levados por tempo expirado

Cantado em versos madrigais

Por lembranças contemplado

Assim, contam-nos todos, os seus finais...

Vera Celms

Licença Creative Commons
A obra LÚGUBRE CAMINHADA de Vera Celms foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição - Uso Não Comercial - Obras Derivadas Proibidas 3.0 Não Adaptada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário