domingo, 12 de dezembro de 2010

ALUCINADA


Casa vazia,

Não há moveis,

Não há ninguém,

Nada se move,

Nenhum som estranho,

Não sei onde estou,

Escombros, escuridão,

Cantos sombrios,

Não sei se sonho,

ou se estou insone,

Não sei se vivo ,

ou se transcendo,

correr, fugir,

é a única coisa que me passa pela cabeça,

Instinto ou estratégia

Me sinto vigiada, seguida,

Espreitada,

Atrás de cada porta fechada,

Um inimigo,

Um anjo,

Um ceifeiro,

Um mercador de almas,

Um combatente perdido,

Escondido,

Um tiro, uma granada,

Uma aparição,

Um fantasma,

Uma alucinação,

Ou só mais um cenário da minha imaginação?


Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário