segunda-feira, 13 de setembro de 2010

ISENTO

Dores, pesares,

Correntes, gritos, amarras,

Visões únicas,

Padecimento,

Necessidade de esquecer,

De perdoar,

De renascer,

De reinventar,

Membros atados,

Memórias atracadas,

no porto solidão,

Espelhos cobertos,

Reflexos poucos,

Imagens distorcidas,

Sofrimento, velho companheiro,

de jornada,

Agonia, atonia,

Isenção de sentimentos,

Sensações aumentadas,

Sentidos conturbados,

Entre cochichos e uivos,

Entre sussurros e urros,

Sede, fome, tanto frio,

Um corpo lançado ao chão,

Em puro abandono,

Na escuridão do porão da memória,

Lembranças açoitam o sossego,

Todo o tempo,

Janelas estilhaçadas,

Portas trancadas e seladas,

Do lado de fora, cães raivosos,

Do lado de dentro sombras,

Vultos que passam,

Fantasmas vigilantes,

E o medo, tanto medo,

E o pavor a minar a razão

Ausente, louco?

Isento de paz de espírito...

Vera Celms

Nenhum comentário:

Postar um comentário