domingo, 15 de agosto de 2010

PORTAL DO IRRACIONAL


As portas separam ambientes,

Pessoas, momentos,

Privacidade,

Guardada por um espelho,

Pendurado pelo lado de fora na porta,

Que quando fechada,

Reflete na porta a imagem aquém porta,

Difícil imaginar o que acontece além,

Difícil imaginar que exista um além ali,

ou alguém,

ou um enredo,

ou uma história,

quem permanece aquém da porta,

cria imagens próprias,

histórias imaginarias,

O que ocorre além da porta,

Nasce aquém, no imaginário,

Nas possibilidades criativas de cada um,

Que aqui fora,

Vaga pela imagem do espelho,

Quem brinca com o imaginário solitário,

Brinca com imagens assustadoras,

Pessimistas, pesadas,

De pouca ou nenhuma razão,

A viagem é irreal, surreal,

Quem viaja do lado de fora,

Viaja por ambientes abandonados,

Escuro, frio, mórbido,

Por gritos e gemidos,

Por ausências, demências,

Por manchas de sangue,

Que invadem, lá de dentro,

No imaginário, aqui fora,

Na falta de ruídos,

Na falta de sono,

Na falta de equilíbrio,

De quem se esconde atrás do espelho,

No papel, na caneta que assina,

A carta suicida,

De quem não voltará mais,

Na solidão sofrida e perene,

Na vida além da vida,

Na morte,

Na solidão desesperada,

Nas drogas lícitas,

ou ilícitas,

No abandono lícito,

ou ilícito,

Um espelho na porta,

Muda o cenário,

Muda o imaginário,

A disposição,

A visão, a rotina,

A atitude e a razão,

ou a completa falta de razão,

Um espelho na porta,

Seria só um espelho na porta,

Não fosse o portal do irracional.

Vera Celms


Nenhum comentário:

Postar um comentário